MENU

15/08/2021 às 19h18min - Atualizada em 15/08/2021 às 19h18min

Economista é preso após confessar ter matado dubladora com ajuda da sogra

Isabella Otto
https://www.msn.com/
Arquivo Pessoal/Reprodução Economista que teria matado dubladora com ajuda da sogra é preso; saiba mais
Pedro Paulo Gonçalves Vasconcellos da Costa, de 27 anos, foi preso de forma preventiva na última sexta-feira, 13, pelo assassinato de Cristiane Louise de Paula da Silva, de 49 anos, no último mês de julho. A dubladora era conhecida por seus trabalho em Todo Mundo Odeia o Cris, dando voz a Senhorita Morello, Os Simpsons, na voz de Hellen Lovejoy, dando vida ainda a Margarida, da Disney, e a personagens dos games League of Legends e Overwatch.
 

A Delegacia de Homicídios da Capital informou que Pedro Paulo confessou o crime e disse que agiu com a ajuda da mãe da vítima, Eliane Gonçalves Vasconcellos da Costa, que está foragida. Segundo ele, Cristiane estava "possuída pelo demônio" e "aparentava estar sob efeito de entorpecente, remédios controlados e bebidas alcoólicas". Ou seja, ele alega legítima defesa. A polícia, contudo, suspeita que o crime tenha sido motivado por dinheiro, uma vez que foram encontrados na casa da dubladora computadores avaliados em mais de R$ 10 mil e celulares. Além disso, as autoridades disseram que Pedro Paulo vendeu online as roupas da vítima logo após o crime e se desfez de vários outros objetos.

Testemunhas relatam que o homem havia ganhado há pouco tempo a chave do apartamento de Cristiane, que o havia convidado para ficar em solidariedade, já que ele estava passando por maus bocados. O suposto casal teria se conhecido em 2017, durante tratamento em uma clínica psiquiátrica.

https://www.youtube.com/watch?v=PAenPQlzMM0

O corpo de Cristiane Louise de Paula da Silva foi encontrado numa região de mata em Grumari, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ele estava envolto por lençóis e sacos de lixo, e apresentava machucados causados por faca ou algum outro objeto cortante. De acordo com o delegado Leandro Costao economista e a suposta sogra ficaram com o corpo da vítima por dois dias em casa, um apartamento em Ipanema, enquanto seguiam vida normal, indo inclusive a festas.

Pedro Paulo ainda confessou para a polícia que uma terceira pessoa estaria envolvida no assassinato da dubladora, mas esta ainda não foi identificada. Eliane Gonçalves Vasconcellos da Costa continua sendo procurada.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »