MENU

27/02/2022 às 16h24min - Atualizada em 27/02/2022 às 16h24min

Ucrânia: Jogadores brasileiros são barrados em fronteira com a Polônia

Redação esportes
esportes.yahoo.com
O jogador Guilherme Smith foi barrado na fronteira da Ucrânia com a Polônia - Foto: Montagem/Reprodução/Instagram

 

  • Atletas brasileiros foram barrados na fronteira da Ucrânia com a Polônia
  • Jogadores tentam se proteger do ataque da Rússia ao país
  • Invasão da Ucrânia pelos russos começou na última quinta-feira

Os jogadores Guilherme Smith, Cristian Fagundes e Juninho foram impedidos de atravessar a fronteira da Ucrânia com a Polônia para se protegerem do ataque da Rússia. O grupo barrado ainda tem a mulher de Juninho, Vitória, e o filho do casal, Benjamin.

Na última sexta-feira (25), eles embarcaram em um trem em Zaporizhzhya, onde moravam, rumo a Lviv, maior município do oeste ucraniano. De lá, seguiram a pé por aproximadamente 60 quilômetros, mas foram barrados pela polícia a 4 quilômetros da fronteira. O grupo passou a noite na rua e precisou fazer uma fogueira para que pudessem ficar aquecidos.

Os jogadores alegaram truculência e foram impedidos de passar. "Situação muito delicada agora que nós estamos vivendo. A gente tava muito perto da fronteira, 4 km, e, de repente, barram a gente. Tá uma multidão de pessoas aqui, muito cheio, e as pessoas do nada se revoltam umas com as outras e começam a brigar, coisa que não desejo pra ninguém", relatou Guilherme.

Ao amanhecer, o grupo conseguiu pegar um ônibus e retornar para Lviv, onde foram instalados em um hotel com auxílio da Embaixada do Brasil na Ucrânia. Ainda não há informações sobre como eles vão conseguir deixar o país.

Uma brasileira ofereceu apoio aos atletas. Camila Kopec faz parte de uma força-tarefa composta por brasileiros que moram na Polônia e se uniram para receber os jogadores e outros brasileiros que precisam de ajuda para cruzar a fronteira entre os países.

Em entrevista ao portal G1, Camila Kopec informou que um grupo de brasileiros estava disposto a encontrar os jogadores na estrada, mas foram barrados e só conseguirão dar qualquer suporte após o grupo cruzar a fronteira.

"A guarda da fronteira informou que somente familiares podem fazer o trajeto em carros particulares. A fronteira esteve fechada por cerca de 2 horas para troca de turno, mas já voltou a funcionar. Tem um engarrafamento muito grande para passar no controle de fronteira, mas mesmo pessoas sem um passaporte estão podendo entrar. Vamos orar para dar tudo certo", afirmou.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »