MENU

31/10/2021 às 11h17min - Atualizada em 31/10/2021 às 11h17min

Murici Open de Gamão

Experiências compartilhadas. Sucesso

Jornalista Marcos Souza
Por Redação
Reprodução

Sucesso! Assim foi a realização do Murici Open de Gamao, realizado no último sábado (30-10) na cidade interiorana, com a participação de vários competidores de cidades alagoanas, dentre elas, Palmeiras dos Índios, Maceió, Campo Alegre e outras. 

Muricí Open de Gamão -Competidores antes do início das disputas - Por Marcos Souza

Atividade lúdica de regras simples, o gamão desenvolve às relações lógico-matemáticas, com uso da estratégia: aprimora o senso matemático da subtração e adição não apenas pelas próprias jogadas, como ainda pela antecipação dos movimentos do adversário. Nesse clima, o evento transcorreu de forma prazerosa e satisfatória, dentro das expectativas, sendo inclusive prestigiado por muitos que, entendiam o GAMÃO apenas como uma atividade para passar o tempo em praças, frentes de residências e bares, principalmente, em cidades interioranas. É bem verdade, que ainda observamos que os praticantes e amantes desse "jogo" que é considerado “o rei dos jogos e o jogo dos reis” pela sua trajetória e longevidade milenar, são em sua grande maioria, pessoas inseridas em faixa etária compreendida dos (30 aos 75 anos) mas, notaram durante o evento, o quanto essa modalidade lúdica pode e deve ser implementada e massificada no cotidiano de crianças, adolescentes, jovens e adultos, principalmente em idade escolar, uma vez que, a indicação (faixa etária) para iniciantes é de 08(oito) anos, sendo essa um passatempo do qual se tira proveito prático, pois exercita a capacidade de elaborar pensamentos estratégicos, como o xadrez


Alan - Delegação de Campo Alegre -Al (Por Marcos Souza)

Representante do município de Campo Alegre - Al, Alan comandou a equipe composta por oito (8) competidores que marcaram presença no evento, disse:

"Feliz por estarmos aqui e podermos compartilhar essas experiências, com outras pessoas; de podermos abraças pessoas: revermos amigos e conhecermos locais e diferentes. Temos cerca de 40 participantes em nosso município, mas viemos apenas com 8 participar dessa etapa que antecede aos nossos obejtivos para o ano de 2022, com a realização de campeonatos que já estáo sendo idealizados e, em fase de conclusão".Concluiu.


Aurélio - Um dos Representantes da delegação de Palmeira dos Indios -Al (Por : Marcos Souza)

Representando o município de Palmeira dos Indios, Aurélio, fez uma explanação bem didática das regras que seriam adotadas durante a disputa do evento, enaltecendo o que já havia sido decidido pela comissão organizadora e tirando dúvidas sobre as mesmas. 
Na oportunidade, fez projeções para o ano de 2022 e anunciou a realização do campeonato Alagoano de Gamão em formato a ser divulgado posteriormente.Falou:

"Pretendemos realizar o Campeonato em 5 cinco ou 6 etapas, tendo como sede, cidades diferentes de nosso estado, dessa forma, expandiir a fomentação e incentivar para que novos adeptos façam parte e adotem o GAMÃO em suas atividades lúdicas, visando assim, colaborar com uma melhor qualidade de vida para o nosso povo, Dentre às prováveis sedes para a realização do campeonato, estão, Pão de Açúcar, Campo Alegre, Muricí e Palmeira dos Índios, além de outras que ainda estamos buscando entendimento para fechamos essa parte do projeto," Fianlizou.


Vereador e ex-campeão mundial, Eduardo Canuto, também prestigiou o evento.( Por: Marcos Souza)

Não fugindo às suas raízes como defensor, incentivador e amante de qualquer atividade física que proporcione às pessoas uma melhor qualidade de vida, o ex-campeão mundial de Kickboxing e vereador por Maceió, Eduardo Canuto, esteve prestigiando o evento, demonstrando mais uma vez, que não mede esforços e distância para incentivar a fomentação de atividades esportivas em território alagoano. Disse ele:

"Primeiro agradecer a Deus pela oportunidade de poder rever alguns amigos que conhecem a nossa trajetória e que estiveram presentes em  algumas batalhas em prol do esporte do nosso estado; Quanto ao evento, eu acho que a primeira forma de interação das comunidades, das cidades circunvizinhas, acredito que 13(treze) cidades aqui representadas por seus competidores participando do evento e o Gamão é uma coisa que me faz relembrar um pouco na história de quando atleta que nós tinhamos em empreendimento, chamado - marquês de la traveia -, e lá era como se fosse o Maracanã do GAMÃO. Então, essa capacidade de realizção de eventos, da forma como às pessoas recebem qualquer grande iniciativa, em especial, aquela de estar junto com a sociedade, com a comunidade, com os praticantes dessa modalidade que é muito importante, acho inclusive que, durante a pandemia ela teve um papel muito importante, no sentido de trabalhar o lado psicológico das pessoas, sendo um jogo de tabuleiro, assim como o xadrez e outros, então, pra mim é uma honra está aqui e poder contribuir com esse momento. Aproveito para agradecer ao Wadson Régis que foi o grande mentor desse projeto, a gente já abraçou desde o início junto com o Ulisses que é outro amigo que faz parte desse história. Estou muito feliz". Finalizou.

Wadson Regis, idealizador do Murici Open em momento de concentração durante partida válida pelo torneio - Imagem ( cortesia AL1)

Após finalizazão do evento, Wadson Régis, aproveitou para enaltecer o sucesso do evento, além de externar aos amigos e colaboradores os merecidos agradecimentos pelo objetivo alcançado. Falou:

"O sucesso da primeira edição do Murici Open de Gamão superou as expectativas da organização pela qualidade dos competidores, que representaram 13 localidades do Estado. "A boa notícia é que Murici, no próximo ano, será uma das sedes do Campeonato Alagoano de Gamão. O próximo passo será formar o Clube do Gamão de Murici e também solicitarei ao prefeito Olavo Neto que o evento entre no calendário de eventos do município. Agradeço ao prefeito e ao secretário de Turismo, Marcos Aurélio, pela parceria", diz Wadson Regis, idealizador do Murici Open.

VENCEDORES:

1º COLOCADO - 
Aurelino, que é natural de Campo Alegre, no agreste de Alagoas, mas reside em Natal (RN);

Aurelino (de verde, foi o campeão) e Dorge (vermelho, vice) com Ulisses, proprietário da Tapiocaria Flor de Mandacaru e Wadson Regis, idealizador do Murici Open - (Cortesia AL1)

2º COLOCADO - Dorge, de Palmeira dos Índios.

“Nossa caravana teve cinco competidores. Todos experientes em competições pela região. Foi um evento nota dez e o segundo lugar, com muita honra, é de Palmeira dos Índios”, vibrou Dorge.


Por Redação
 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual melhor candidato?

58.2%
25.4%
16.4%