MENU

23/02/2022 às 20h36min - Atualizada em 23/02/2022 às 20h36min

Ao mercado, Bolsonaro volta a atacar o sistema eleitoral: se Deus me colocou ali, só Deus me tira de lá

Aos gritos, em live do BTG Pactual, Bolsonaro critica ações de Alexandre de Moraes e diz que a população não deveria aceitar o "quem vencer venceu"

https://www.brasil247.com/brasil
(Foto: ABr)
Durante palestra em evento do BTG Pactual, Jair Bolsonaro voltou a atacar o sistema eleitoral e pessoalmente ministros das cortes superiores, especialmente Alexandre de Moraes. “Se Deus me colocou ali, só Deus me tira de lá” foi uma de suas frases.
 

Em um momento de sua fala, aos gritos, Bolsonaro mandou seu recado ao mercado: o de que deve contestar o resultado das eleições e continuará em clima de atrito com a corte eleitoral. 

Disse que a população não deveria aceitar o “quem vencer venceu” e falou em fraude nas eleições: “não tem como comprovar que o sistema é fraudável e nem que não é fraudável”.

"O país está polarizado. Eu não estou de campanha, mas o outro lado está", disse Bolsonaro. Em seguida, listou uma série de medidas que, segundo ele, são apoiadas pelo "outro lado", como a legalização do aborto, a liberação das drogas e o apoio a Cuba e à Venezuela. 

"É isso que nós queremos para o Brasil? O que vai acontecer com nossa pátria se bandidos voltarem ao poder? (...) O futuro do nosso Brasil depende das nossas escolhas. O outro lado vai trazer turma que já passou meses na prisão", voltou a atacar. Mais cedo, no Twitter, ele já havia feito ataques contra a descriminalização do aborto.

Os pré-candidatos à presidência Ciro Gomes (PDT), Sergio Moro (Podemos) e João Doria (PSDB) também estiveram no evento. O ex-presidente Lula (PT) não aceitou participar. Bolsonaro participou do evento acompanhado de dois ministros: Paulo Guedes, da Economia e Ciro Nogueira, da Casa Civil.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »