MENU

15/02/2022 às 20h04min - Atualizada em 15/02/2022 às 20h04min

GOVERNADOR FAZ BALANÇO DE GESTÃO E DIZ QUE AL ESTÁ PREPARADA PARA VOOS MAIS ALTOS

Severino Carvalho
https://alagoas.al.gov.br/
Márcio Ferreira

O governador Renan Filho participou, na manhã desta terça-feira (15), da abertura dos trabalhos legislativos em 2022. Em discurso ao parlamento, o chefe do Executivo fez um balanço de sua gestão, sobretudo em 2021, ano em que Alagoas se destacou na geração de empregos, na elevação dos investimentos públicos, na redução da violência e no enfrentamento à pandemia. Ele agradeceu o trabalho desempenhado pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE) e disse que entregará uma Alagoas preparada para voos mais altos e na vanguarda de diversos setores em âmbito nacional.

“O ano de 2021 foi um ano especial em que a pequenina Alagoas se agigantou, se transformou, pela primeira no século 21, no Estado que mais investe recursos públicos no Brasil. Isso é uma grande marca, porque trata-se da demonstração clara de que o equilíbrio fiscal que buscamos foi alcançado. E investir significa, nada mais, que atender os anseios da população, fazer investimentos em infraestrutura, em melhoria da prestação de serviços públicos. Por isso, no relatório que encaminhei à Assembleia Legislativa, fiz questão de relacionar tudo o que foi entregue no ano de 2021, em todos os segmentos”, declarou Renan Filho.

Ao dirigir-se ao presidente da Casa, Marcelo Victor, e aos demais deputados, o govenador afirmou que o sentimento para com o parlamento alagoano é de gratidão.

“A  Assembleia Legislativa alagoana foi, sem dúvida, uma grande parceira das realizações que o Poder Executivo entregou às pessoas, ao povo alagoano, ao longo dos últimos anos. Nos dois primeiros meses de Governo, enviamos cerca de 30 reformas administrativas, estruturantes e tributárias, que levaram o Estado de Alagoas, ao longo do tempo, ao equilíbrio fiscal. Todas elas avaliadas, melhoradas e aprovadas pela Assembleia”.

Segurança

Na Segurança Pública, Renan Filho ressaltou o excelente desempenho de Alagoas na redução dos índices criminais, com especial destaque para a maior diminuição dos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) da década.

No setor educacional, recordou a aprovação da Lei 8.533/2021, que alterou o Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) da Educação de Alagoas e que beneficiou todos os servidores ativos e inativos com cerca de 40% de aumento no piso salarial, além de outras melhorias, contemplando 17.500 professores e cerca de 10 mil profissionais de outras funções. Fez menção, ainda, à criação do Cartão Escola 10, aprovado de forma célere pela Assembleia, e destacou o trabalho empenhado do deputado Paulo Dantas, como relator.

“Alagoas foi o Estado do Brasil que mais aumentou matrícula entre todos os estados brasileiros. Aumentou porque apostou no aluno, acreditou no estudante. Essa Casa debateu essa matéria (Cartão Escola 10) em tempo recorde e a melhorou; nós a implantamos e ela está funcionando, gerando bons frutos”, avaliou.

Saúde

Renan Filho também destacou os avanços alcançados pela saúde pública alagoana e o êxito no enfrentamento à pandemia da Covid-19, por meio da consolidação dos trabalhos dos hospitais Metropolitano e da Mulher, e da entrega dos hospitais regionais do Norte, em Porto Calvo; da Mata, em União dos Palmares; e do Alto Sertão, em Delmiro Gouveia.

“É muito importante que a gente trabalhe firme, porque a pandemia não se dissipou. Temos que intensificar a vacinação. O mundo está conflagrado e a gente precisa construir, aqui, em Alagoas, o caminho do consenso”, defendeu.

Emprego e obras

Outro ponto destacado por Renan Filho em 2021 foi a geração de empregos. Mesmo em meio à pandemia, o governador recordou que Alagoas foi o Estado nordestino que mais abriu vagas de trabalho.

“Conseguimos ser o Estado que mais cresceu na geração de empregos em 2021. Ainda faço uma ressalva: em 2020, auge da pandemia e das medidas de restrição, só três estados brasileiros não perderam emprego, dentre eles, Alagoas”, frisou.

Renan Filho citou, também, o que chamou de “obras alvissareiras”, que saíram do papel entre 2020 e 2021 e estão sendo tocadas a todo vapor, a exemplo do Aeroporto de Maragogi, no Norte do Estado; da duplicação de Arapiraca a Delmiro Gouveia; de Arapiraca a São Sebastião; de Arapiraca a Palmeira dos Índios, e de Maceió a Barra de Santo Antônio.

“Em 2014, Alagoas tinha apenas 32 km de rodovias duplicadas, nesse trecho de Maceió até a Barra de São Miguel. Vamos ter, ao final de 2022, algo em torno de 450 km a 500 km de rodovias duplicadas em Alagoas. É uma mudança muito substancial. Isso impulsiona a economia, aumenta a competividade do Estado, facilita o escoamento da produção e ajuda na geração de emprego, de oportunidades para as pessoas”.

O govenador lembrou, ainda, o apoio decisivo da Assembleia Legislativo para que o Estado realizasse as concessões dos serviços de esgotamento sanitário e de saneamento básico, em consonância com o Marco Legal do Saneamento, consideradas pioneiras no Brasil.

“No final do ano passado, o Estado realizou a concessão de outros dois blocos. Alagoas levantou R$ 5,5 bilhões em investimentos de infraestrutura para o abastecimento de água e para coleta e tratamento de esgoto, além de outros R$ 4 bilhões em outorgas para fortalecer outros investimentos, uma parte administrada pelo Estado e uma outra, pelos municípios. Esses investimentos privados, somados aos investimentos públicos em infraestrutura, transformam Alagoas no estado que mais investe recursos para melhorar a infraestrutura no Brasil. São recursos fundamentais para as nossas atividades econômicas”, concluiu.

Acompanharam o govenador os secretários de Estado do Gabinete Civil, Fábio Farias; e do Planejamento, Gestão e Patrimônio, Fabrício Marques.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »