MENU

25/11/2021 às 08h41min - Atualizada em 25/11/2021 às 08h41min

Porto Real do Colégio: Vexame e abandono marcam passagem de Aldo Popular pela CPI no legislativo municipal.

Desrespeitoso!

Jornalista Marcos Souza
Por Redação deolhoalagoas.com.br
Reprodução
Em sessão ocorrida no dia de ontem ( 24/11) alusiva aos trabalhos da CPI - da àgua batizada -, na sede do legislativo municipal, o prefeito de Porto Real do Colégio - Al, ALDO POPULAR, de forma vaxatória e desrespeitosa, conseguiu tumultuar o que seria o momento de esclarecer aos municípes colegienses os motivos que serviram de base para a instauraçao de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), envolvendo supostas irregularidades no SAAE, mas ao contrário do esperado, o que se viu foi uma verdadeira encenação do gestor que alí estava na condição de testemunha limitando - se a dizer que, "A CPI seria uma armação e que teria sido criada da noite para o dia". O tumulto se desenhava já em frente ao parlamento com alguns correligionários e curiosos se aglomerando para acompanharem a PERFORMANCE do gestor municipal quando arguído pelos membros da CPI. No entanto, para decepção dos mesmos, o prefeito nem esboçou uma linha de defesa nas respostas, demonstrando fragilidade e, em certos momentos,  "acuado, inseguro e arrogante", diante dos vereadores, funcionários, órgãos de imprensa e assessores, chegando ao ponto de fazer uso de alguns termos "chulos" na tentativa de desqualificar os trabalhos e membros da Comissão, comportamento reprovável e sem êxito..
 
Apoiadores do prefeito Aldo Popular em clima de guerra na frente da CV - Imagens: Por Marcos Souza

Percebendo que o território não estava oportuno para a velha tática do " Se defender atacando", bem como, a disposição dos Edis em arguir o mesmo pautados em riquezas de detalhes e elementos comprobatórios, incluindo aúdio e vídeo ora a disposição dos parlamentares, o prefeito decidiu por não mais responder aos questionamentos e se retirou do plenário, acompanhado por seus advogados, assessores e pelos vereadores, Uílio de Oliveira e Adriano Batinga.  Esses inclusive protagonizaram momentos de tensão nas dependências do parlamento, com intimidações, agressão verbal e tentativa de agressão fisíca contra jornalistas, além de socos em veículo da imprensa que cobria a sessão. Não satisfeitos, continuaram insuflando aos que aguardavam do lado de fora, a saída do ALDO POPULAR, sendo necessária e oportuna a presença de policiais militares para inibir a reação hostil dos ilustres convidados do gestor municipal contra os profissionais da imprensa.
 
Vereadores Uílio de Oliveira ( camisa vermelha) e Adriano Batinga ( camisa roxa de manga longa, calça jeans e óculos) - Imagens: Por Marcos Souza

Perplexos com a atitude abrupta do senhor ALDO POPULAR, os vereadores deram prosseguimento aos trabalhos e finalizaram com a apresentação de aúdio e vídeo que constam nos autos, - e trouxeram à tona relatos preocupantes de supostas irregularidades e ilegalidades -, o que deveria  ter atenção especial por parte da defesa do prefeito ALDO, caso contrário, estará ele - o POPULAR - em maus lençóis perante, o legistativo, a sociedade colegiense e, por fim, com os tribunais....

Da Obsevação


Procurador Júnior Magalhães - acompanha os trabalhos da comissão - Imagem: Por Cortesia
Fator predominante durante todo esse episodio, a serenidade com a qual os membros da CPI, na pessoa de seu presidente, DINAEL DE SOUZA DANTAS, admistraram e conduziram os trabalhos foi algo digno de aplausos,  destacou o procurador legislativo.

Dinael Dantas - presidente da CPI - Imagens: Cortesia

Já o presidente da CPI, perguntado sobre os acontecimentos e direcionamentos a serem seguidos pela comissão,  foi enfático em externar toda a sua decepção com o comportamento  desrespeitoso e abusivo do gestor ALDO POPULAR. 
"Muito triste o que aconteceu aqui na nossa cidade, a forma que o prefeito ALDO destratou a casa legislativa. Ele foi convocado por nós para prestar alguns esclarecimentos com relação ao SAAE, mas infelizmente em um ato de covardia e assim - "na minha visão quem nao deve, não deveria ter medo" -, e a maneira que ele saiu dessa casa foi triste e muito desrespeitosa com a população a quem ele deve muita explicação".
Ainda segundo Dinael Souza, o gestor foi convocado na condição de testemunha por haver contradições em relatos de dois(2) servidores ouvidos nesta casa e o que ele - O POPULAR - menciona em gravação de áudio que chegou até esta comissão e que foi apresentado em plenário.


José Ricardo fa uso da palavra durante sessão - Imagens: Por Cortesia
Já o vereador José Ricardo de Oliveira fez questao de enaltecer o respeito e o compromisso da CPI em seguir o regimento do legistativo sem atropelos. Finalizou.

Vereador Leaudo da pesca - Imagens: Por Cortesia

Próximos passo

Para Leaudo Alves, o tempo é curto e a conclusão do relatório final prioridade absoluta.

 
"Pelo que já foi apurado temos fortes indícios para que sejam tomadas às providências cabíveis', concluiu.

Das tentativas de agressões, veja vídeo e imagem abaixo:


Aliados de ALDO POPULAR - intimidações e tentativa de agressões a jornalistas

Vereador Adriano Batinga em momento de fúria - Imagem: Por Cortesia

Por: Jornalista Marcos Souza
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual melhor candidato?

58.2%
25.4%
16.4%