MENU

01/10/2021 às 19h04min - Atualizada em 01/10/2021 às 19h04min

Em Alagoas, deputado Davi Maia gasta quase 1 milhão de reais sem licitação

Recurso Público é oriundo da verba indenizatória da Assembleia Legislativa de Alagoas

Por Redação
https://ddd82.com.br/noticia
Por: Carlos Villa Verde
O deputado estadual David Maia de Vasconcelos(Democratas), filho do prefeito de Quebrangulo, Marcelo Lima, é bastante assíduo nas redes sociais, tentando demonstrar que é diferente dos seus pares quando o quesito é economia com gastos públicos – vai no vai – ele pratica um forte discurso de moralidade pública.
 
Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço, é válido para as pessoas que costumam dar palpites, mas não agem, assim como diz o ditado “O discurso é ótimo, mas as ações...” ou ainda “Na teoria é uma coisa, na prática é outra”.
 
O deputado alagoano listou gastos de quase R$ 1 milhão com a chamada verba indenizatória parlamentar regulamentada através de uma resolução de março de 2013, entre fevereiro de 2019 a março de 2021 só com essa tal VIAP o parlamentar Davi Maia torrou R$ 923.070,18, lembrando que em parte desse período encontrava-se em isolamento social e de atividades virtuais na Assembleia em razão da pandemia do novo coronavírus. O levantamento foi feito pelo site DDD82 com base em informações listada pelo deputado no portal da Assembleia. O valor daria para comprar dezenas de respiradores.

Conforme a Assembleia, a chamada VIAP “visa o custeio de despesas típicas do exercício do mandato do deputado”, como consultoria, pesquisas, passagens, combustível, lubrificantes, hospedagem, locação ou fretamento de veículos, entre outros. O valor mensal é de até R$ 39.149,13 - é o que prevê a resolução nº 531 de 05 de março de 2013 da Assembleia, isso sem fiscalização, sem licitação, ao seu bel-prazer, uma suposta farra das consultorias.
 
Só com a contratação, para fins de apoio à atividade parlamentar, de empresas de consultoria, assessorias, elaboração de projetos sociais, pesquisas e outros trabalhos técnicos especializados, o novel deputado gastou a bagatela de mais de R$ 260.000,00 entre fevereiro de 2019 a março de 2021.
 
Entidades da sociedade civil organizada estão organizando um “movimento virtual” para exigir que os deputados respeitem a lei de acesso à informação, e divulguem os gastos com recursos públicos oriundos da verba indenizatória, com notas fiscais publicadas no site da transparência, um expediente será encaminhado ao Procurador-Geral do Ministério Público Estadual, além dos promotores titulares das varas especializadas de combate à corrupção e fazenda pública.

Os deputados considerados do baixo clero, que não fazem parte da mesa diretora, têm disponível R$ 242.089,82 para gastar mensalmente.
 
Em tempo: O DEPUTADO ESTADUAL DAVI MAIA “SE DESEJAR” PODE REBATER AS INFORMAÇÕES AQUI PUBLICADAS COM SEUS ARGUMENTOS ATRAVÉS DO EMAIL: siteddd82@gmail.com


Por: Redação

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual melhor candidato?

58.2%
25.4%
16.4%