MENU

05/08/2021 às 19h43min - Atualizada em 05/08/2021 às 19h43min

Prefeitura amplia debate com a comunidade sobre a requalificação da orla lagunar

População será contemplada com projetos de cunho social e ambiental, de economia circular e criativa, de mobilidade e habitação

Ascom Sedet
http://www.maceio.al.gov.br/
Oficinas contam com apoio de arquitetas urbanistas da Secretaria. Foto: Ascom Sedet

O programa de Requalificação da Orla Lagunar de Maceió vem ganhando notoriedade com a intervenção da comunidade no mapeamento coletivo de ideias e propostas que vão garantir o desenvolvimento sustentável e econômico dos bairros Bom Parto, Levada, Ponta Grossa, Vergel do Lago e Trapiche.

Desde o mês de julho deste ano, a Prefeitura vem promovendo oficinas técnicas que servirão de base para a elaboração de projetos urbanísticos para a região. Uma parceria com a ONG Gerando Falcões e com o Instituto Mandaver vai possibilitar o acompanhamento do processo de participação social nas discussões.

O secretário-adjunto de Planejamento Urbano da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial (Sedet), Tácio Rodrigues, afirma que a população será contemplada com projetos sociais e ambiental, de economia circular e criativa, de mobilidade e habitação.


Oficinas servirão de base para elaboração de projetos para a região. Foto: Ascom Sedet

As propostas incluem a requalificação das vias e calçadas, recuperação e ampliação da iluminação pública, implantação de creches de período integral e instalação de equipamentos voltados para o esporte e lazer.

Para o secretário-adjunto de Meio Ambiente, Ismar Macário, o programa será um marco na qualidade de vida das pessoas e vai promover o saneamento básico com a expansão das redes de drenagem e esgotamento sanitário, com foco na recomposição da Área de Proteção Ambiental (APA) nas margens da Lagoa Mundaú.

Melhorias abrangem a área do Residencial Parque da Lagoa. Foto: Ascom Sedet

“Os estudos estão em fase preliminar. Estamos traçando objetivos e metas e elencando prioridades e problemas para as tomadas de decisões. O resultado será a implementação de um processo participativo em várias etapas”, explica a diretora de Projetos Urbanos, Tuanne Carvalho.

As ações contam com a contribuição de diversos órgãos da administração pública, a exemplo da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanização (Seminfra), Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtur), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Smtt), Superintendência Municipal de Energia e Iluminação Pública (Sima) e do Gabinete de Governança (Ggov).

Habitação

As melhorias para a orla lagunar da capital alagoana também abrangem a área do Residencial Parque da Lagoa, que reassentará mais de 7 mil pessoas que vivem em condições subumanas para unidades multifamiliares.

A construção do conjunto habitacional tem aporte de R$ 140 milhões do Programa Casa Verde e Amarela, oriundos do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). As primeiras unidades já serão entregues em dezembro deste ano.

Ascom Sedet

 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »