MENU

31/07/2021 às 22h24min - Atualizada em 31/07/2021 às 22h24min

Judiciário responderá a Bolsonaro por ataques feitos em live na volta do recesso

Ministros do STF querem resposta imediata de Luiz Fux sobre declarações do presidente alegando fraude nas urnas eletrônicas

Bárbara Baião, da CNN, em Brasília
https://www.cnnbrasil.com.br/
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em evento no Palácio do Planalto no dia 29 de junho de 2021 Foto: Andressa Anholete/Getty Images
O sistema Judiciário vai reagir aos ataquese feitos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao sistema eleitoral na próxima semana, na volta do recesso parlamentar. O líder do Executivo voltou a afirmar que as urnas eletrônicas estão sujeitas a fraudes em uma live realiza na última quinta-feira (29).
 

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) cobraram o presidente da Corte, Luiz Fux, por uma manifestação imediata às declarações de Bolsonaro. No entanto, Fux quer dar uma resposta no discurso de retomada dos trabalhos na próxima segunda-feira (2).

Mesmo assim, o ministro do STF Gilmar Mendes não deixou de criticar Bolsonaro nesta sexta-feira (30). "Vamos parar um pouco de conversa fiada. Claro que todos nós somos favoráveis à audibilidade da urna, e ela é auditável", argumentou em live do site Consultor Jurídico.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, também não ficou satisfeito com as falas do presidente e vai discutir o assunto com quem irá representá-lo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) duranta a eleição no ano que vem.


 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »