MENU

13/07/2021 às 20h37min - Atualizada em 13/07/2021 às 20h37min

Japão alerta para crise de Taiwan e riscos da rivalidade entre EUA e China

Em relatório anual de defesa, Japão aponta China como principal preocupação de segurança

Reuters
https://www.cnnbrasil.com.br/
Foto: Ceng Shou Yi - 23.mai.2021/NurPhoto via Getty Images

As crescentes tensões militares em torno de Taiwan, bem como a rivalidade econômica e tecnológica entre a China e os Estados Unidos, ameaçam a paz e a estabilidade no Leste Asiático à medida que o equilíbrio de poder regional muda a favor de Pequim, disse o Japão em seu relatório anual de defesa.

"É necessário que prestemos muita atenção à situação com uma sensação de crise mais do que nunca", disse o documento em uma nova seção sobre Taiwan. "Em particular, a competição em campos tecnológicos tende a se tornar ainda mais intensa", disse sobre a disputa entre EUA e China.

A revisão da defesa, que foi aprovada pelo governo do primeiro-ministro Yoshihide Suga na terça-feira (13), aponta a China como a principal preocupação de segurança nacional do Japão.

O recente aumento das atividades militares em torno de Taiwan deixou Tóquio apreensivo, já que a ilha fica perto da cadeia de Okinawa, no extremo oeste do arquipélago japonês. O presidente chinês, Xi Jinping, prometeu neste mês concluir a "reunificação" com Taiwan e, em junho, criticou os EUA como um "criador de risco" depois de enviar um navio de guerra pelo Estreito de Taiwan, separando a ilha do continente.

O vice-primeiro-ministro e ministro das finanças do Japão, Taro Aso, neste mês, em um discurso divulgado pela mídia japonesa, disse que o 
Japão deveria unir forças com os EUA para defender Taiwan de qualquer invasão. Mais tarde, Aso disse que qualquer contingência sobre Taiwan deveria ser resolvida por meio do diálogo quando questionado sobre os comentários, o que atraiu uma reprovação de Pequim.

À medida que a rivalidade militar entre os EUA e a China se aprofunda, sua competição econômica está alimentando uma corrida para assumir a liderança em tecnologias-chave, como semicondutores, inteligência artificial e computação quântica.

O surgimento de campos tecnológicos rivais representa um desafio para o Japão porque sua economia depende tanto de laços comerciais com a China quanto com os Estados Unidos. O Japão também terá que gastar muito para acompanhar o financiamento do governo para o desenvolvimento de tecnologia nos Estados Unidos, China e Europa.

Os legisladores do Senado dos Estados Unidos aprovaram recentemente a Lei de Inovação e Competição de 2021, que autoriza US $ 190 bilhões em gastos com tecnologia, incluindo US $ 54 bilhões para aumentar a produção de chips. Os legisladores da Câmara dos Deputados estão debatendo uma proposta separada que também promete um financiamento generoso, a "Lei de Garantia de Liderança e Engajamento Global Americano" ou Lei EAGLE, na sigla em inglês.

A revisão de segurança anual japonesa pela primeira vez também inclui uma seção sobre ameaças representadas pela mudança climática, que diz que aumentará a competição por terras e recursos, e pode desencadear o movimento em massa de refugiados do clima. Um aumento nos desastres ligados ao aquecimento global também pode esticar as capacidades militares, acrescenta, enquanto o derretimento do gelo do Mar Ártico pode levar à militarização das águas do norte.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »