MENU

01/02/2022 às 10h05min - Atualizada em 01/02/2022 às 10h05min

Maceió cresce mais de 1.700% no saldo de empregos em 2021

https://maceio.io/
31 de janeiro de 2022 | 20:40 | Gestão

Metade dos novos empregos do estado foram ofertados na capital; quantidade de admissões é maior que toda a população de Rio Largo

Quase 76 mil vagas de emprego foram criadas em Maceió ao longo de 2021. O resultado representa um salto de 1.764% no saldo de pessoas que passaram a ter um emprego formal na capital, segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta segunda-feira (31). 

O número de empregos criados é maior que a população da cidade vizinha, Rio Largo, que conta com uma estimativa populacional de 75.662 habitantes.

Enquanto em 2020, o saldo de empregos foi negativo, com 882 demissões a mais que as contratações, em 2021 Maceió virou o jogo e terminou o ano com um saldo positivo de 14 mil mais pessoas empregadas que demitidas.

Esse salto só foi possível com a adoção de políticas públicas que fizeram a diferença na capital. Entre elas estão o diálogo com empresários para trazer novas empresas para Maceió, a desburocratização na liberação de alvarás de funcionamento de novas empresas e o fortalecimento do Sine, com a ampliação da divulgação de vagas . 

O resultado não se restringiu a Maceió, impactando os números de todo o estado. Do total de empregos criados em Alagoas, 48% foram em Maceió. Já com relação ao saldo de empregos, ou seja, na comparação entre o número de admissões e demissões, Maceió é responsável por metade dos novos empregos de todo o estado.

Em 2021, Alagoas gerou 158.141 admissões, enquanto Maceió foi responsável por 75.926 delas. Já o saldo de empregos no estado foi de 29.219. Deste total, 14.682 (50%) foram ofertados na capital.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »