MENU

20/10/2021 às 20h20min - Atualizada em 20/10/2021 às 20h20min

Educação promove roda de conversa sobre o câncer de mama

Atividade faz parte de semana de atividades dedicadas ao combate, prevenção e conscientização

Leonardo André (estagiário) / Ascom Semed
http://www.maceio.al.gov.br/
Servidores da rede municipal assistindo a roda de conversa Foto: Pedro Caldas/Ascom Semed

Com a intenção de alertar as mulheres e aos servidores da rede municipal sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) realizou, na manhã desta quarta-feira (20), uma roda de conversa. O evento teve como público principal as mulheres da rede municipal, e contou com a participação do  “Educanto”, grupo  formado por técnicos da Semed que emocionou a todos com músicas e poesias dedicadas à mulher, esperança e vida.

Também estavam presentes os profissionais da educação Damares Borges Correia e Mirian Oliveira, que tiveram câncer de mama, e explicaram a importância do diagnóstico precoce e como ele foi importante em seu caso; além da mastologista Dra. Cláudia Leão Lages.

A conversa faz parte de uma semana de atividades  dedicadas à conscientização, prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, que se iniciou no
 último dia 19, e tem cumprido um importante papel entre servidores e servidoras.  Durante a roda de conversa, a mastologista Cláudia Leão Lages explicou  sobre o diagnóstico precoce e desmistificou questões ligadas à doença.

Mastologista Cláudia Leão Lages durante sua fala Foto: Pedro Caldas/ Ascom Semed

“A minha missão aqui foi mostrar um pouco do como podemos falar sobre o tema. Quanto antes as pacientes se conscientizarem que precisam realizar seus exames e se consultar nos especialistas regularmente, poderão ter uma detecção precoce. Além disso, podemos desmistificar sobre a doença, ressaltando que ela tem cura quando se busca”, explicou a médica.

Professora aposentada Damares Borges Correia Foto: Pedro Caldas/ Ascom Semed

“O diagnóstico inicial evita  um tratamento mais invasivo, mais longo, doloroso e sofrido. Quando recebi a notícia de meu diagnóstico foi um verdadeiro choque, mas sempre estive atenta à minha saúde, realizando exames, e pude, então, fazer um tratamento com o câncer num estágio inicial. Eu sempre aconselho as mulheres: se cuidem, pois o câncer não escolhe cor, classe ou idade”, conta Damares.

Alguns tiveram sua visão sobre a vida totalmente mudada após cruzar com o câncer. É o caso de Mirian Oliveira, professora e técnica pedagógica da Semed por mais de 10 anos. Atualmente, está aposentada e cursando Psicologia, um antigo desejo pessoal. Durante sua fala, tratou da importância da campanha em todo o ano e como viu a doença como um recomeço em sua vida.

Mirian Oliveira foi servidora da Semed por mais de 10 anos e teve câncer de mama Foto: Pedro Caldas/ Ascom Semed

“As campanhas de prevenção e comportamentos não acontecem só em outubro, o cuidado é o ano inteiro. É preciso desmistificar questões ligadas à doença e a quem descobre que é portador dela. Por muito tempo, passa em nossa cabeça a questão existencial de tratar o câncer como fim, porém a vida após o câncer pode ser um início de uma nova jornada, direcionando sua vida para o que é importante”, diz Mirian.

Para encerrar a semana em alusão ao Outubro Rosa, na próxima sexta-feira (23), às 09h30, a Secretaria de Educação promoverá a atividade  “Vivência de Meditação – As Primaveras da Vida”, com a facilitadora Fabrícia Oliveira. O evento acontecerá no Parque do Horto, no bairro da Gruta de Lourdes.

 

Leonardo André (estagiário) / Ascom Semed

 

 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual melhor candidato?

58.2%
25.4%
16.4%